Agência reguladora contesta estudo com usuários de planos

Segundo a ANS, o estudo não reflete a situação atual

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) rebateu ontem pesquisa da Associação Paulista de Medicina (APM) que aponta que 77% dos usuários de planos de saúde no Estado de São Paulo já tiveram problemas ao buscar atendimento. Segundo a ANS, o estudo não reflete a situação atual, pois foi realizado antes da suspensão da venda de planos com grande número de reclamações, em julho.
``As entrevistas foram feitas em maio, anteriormente à medida de suspensão da comercialização de 268 planos de saúde de 37 operadoras``, disse a ANS, citando novas medidas de controle e a imposição de prazos para consultas, exames e cirurgias.

A APM, porém, criticou a eficácia das ações. Segundo a entidade, os prazos não são cumpridos e alguns usuários levam até três meses para marcar consulta. / BRUNO DEIRO

Fonte: O Estado de S.Paulo
<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari