Anvisa aumentou em 60% a liberação de genéricos

Ministro ressalta que alguns medicamentos têm prioridade

O ministro da Saúde Alexandre Padilha disse ontem que os contratos entre a pasta e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) têm como prioridade a liberação de medicamentos genéricos, biotecnológicos e estratégicos. 

Segundo Padilha, a Anvisa aumentou em 60% a liberação de medicamentos genéricos em 2011, com relação a 2010. A meta é conceder as liberações “de imediato, no tempo mais curto possível”, informou. 

A demora na liberação de novos medicamentos ao mercado pela Anvisa foi tema do documento entregue ontem (03) pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) à ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman. Padilha explica os motivos da demora. 

— Nesta fila de dois anos [apontada pela Interfarma] entram todos os tipos de medicamentos, inclusive cosméticos. Entram medicamentos de interesse público, um medicamento para tuberculose tem de sair mais rápido do que um medicamento cosmético, por exemplo. 

Para o ministro, “um medicamento para hipertensão e diabetes tem de sair mais rápido do que um medicamento para uma enfermidade que é um problema de saúde pública menor”. Ele declarou ainda que a Anvisa está reorganizando processos para acelerar o registro de outros tipos de medicamentos. 

Fonte: R7/ Midia News

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari