Compra de remédios pode ser alvo do TCU

O líder do PSDB pede ao Tribunal de Contas da União (TCU) que realize auditoria

O líder do PSDB, senador Alvaro Dias (PR), protocolou ontem na Mesa Diretora do Senado dois requerimentos relacionados à iniciativa do Ministério da Saúde de pagar preços mais elevados pelos remédios vendidos no Programa Aqui Tem Farmácia Popular do que os valores desembolsados pelos municípios na aquisição de medicamentos distribuídos gratuitamente nos postos de saúde do País. O líder pede ao Tribunal de Contas da União (TCU) que realize auditoria.

Dias cita dados da reportagem do Estado de ontem, como o mapeamento do banco público de compras mostrando que o ministério pagou mais por 17 dos 21 itens analisados. ``A diferença entre o que saiu do caixa do governo e o menor preço encontrado no mercado, em compras feitas este ano no programa, ultrapassa meio bilhão de reais``, relata.

No outro requerimento, o tucano quer saber como o ministério determina o valor do reembolso feito ao setor privado, indaga se é feito algum tipo de levantamento para comparar os preços que paga ao setor privado e os preços encontrados no mercado, e sobre a diferença entre esses preços. / ROSA COSTA

Fonte: O Estado de S.Paulo

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari