Ex-médico terá de indenizar 175 pacientes mutiladas

Segundo o Ministério Público Federal, o CRM havia sido omisso ao não fiscalizar as atividades de Oliveira

DE SÃO PAULO - O ex-médico Alberto Jorge Rondon de Oliveira, 55, foi condenado a indenizar 175 pacientes que sofreram mutilações após serem submetidas a cirurgias plásticas.

O caso aconteceu em Mato Grosso do Sul no final da década de 1990.

À época, Oliveira, que não tinha especialização nem era habilitado a realizar as cirurgias, foi apelidado de ``o monstro do bisturi`` pela imprensa local.

A decisão foi tomada em 26 de julho, mas só foi divulgada na segunda. Ela reformou uma decisão anterior, que havia condenado apenas o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul pelos danos materiais, morais e estéticos que as vítimas sofreram.

Segundo o Ministério Público Federal, o CRM havia sido omisso ao não fiscalizar as atividades de Oliveira.

O valor das indenizações vai depender de perícias realizadas nas pacientes. Todas elas haviam passado por cirurgias de mama, abdômen e correção de pálpebras com o ex-médico.

O CRM-MS informou que pretende recorrer da sentença no STF (Supremo Tribunal Federal). O advogado do ex-médico, Osmar Baptista de Oliveira, afirmou que ainda não teve acesso à decisão e somente após conhecer o teor do texto a defesa vai decidir se entra com um recurso.

Fonte: Folha de S.Paulo

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari