Lavrador submetido à vasectomia por engano vai ser indenizado em MG

Ele deu entrada em policlínica com dor de ouvido, em Montes Claros

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou a Prefeitura de Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, a indenizar um lavrador da cidade que foi submetido a uma vasectomia por engano. Em 2003, ele deu entrada na Policlínica Municipal por causa de uma dor no ouvido e acabou passando por um procedimento cirúrgico errado. A decisão foi dada nove anos após a cirurgia.

De acordo com Antônio Adenílson da Silva, advogado do lavrador Valdemar Lopes Morais, em 2007, a indenização era no valor de R$ 11 mil. Já no ano seguinte, por uma decisão do TJMG, o valor foi reajustado para R$ 20 mil. O valor foi corrigido e chegou a cerca de R$ 63 mil, mas a data do pagamento ainda não foi definida. O advogado informou que o prazo depende da publicação da decisão, o que deve acontecer nos próximos dias.

Segundo Silva, o médico responsável pela vasectomia apresentou à Justiça um atestado de pobreza. O advogado explicou que o valor da indenização vai ser incluído na prestação de contas da prefeitura de 2013. “O juiz vai notificar a Prefeitura de Montes Claros para que ela inclua esse débito no orçamento de 2013”, afirmou.

Na época, o paciente foi a unidade de saúde porque não ouvia bem e sentia dores no ouvido. Quando esperava para ser atendido, um nome semelhante ao dele foi chamado e Valdemar entrou no consultório. De acordo com o lavrador, o médico não confirmou o nome dele e acabou fazendo o procedimento cirúrgico errado.

O lavrador conta que fez a cirurgia sem questionar porque achou que estava com caxumba. “Pensei que podia ter tido caxumba e tinha descido. No mexer lá eu pensei isso, ai não perguntei mais nada”, relatou.

O secretário de Saúde de Montes Claros informou que o setor jurídico da prefeitura vai tomar as medidas cabíveis ao caso. Por telefone, o médico disse à reportagem da Inter TV dos Vales que não vai se pronunciar sobre o caso.

Fonte: G1



Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari