Ministério padroniza diagnóstico e tratamento de câncer de ovário

O objetivo da padronização, de acordo com o ministério, é melhorar o atendimento a mulheres acometidas pela doença

Brasília – Portaria do Ministério da Saúde publicada hoje (23) no Diário Oficial da União estabelece diretrizes para diagnóstico e tratamento do câncer epitelial de ovário. A estimativa da pasta é que a doença vai atingir mais de 6 mil brasileiras só este ano e provocar 3 mil mortes. No mundo, a média é 200 mil novos casos por ano.

O objetivo da padronização, de acordo com o ministério, é melhorar o atendimento a mulheres acometidas pela doença e oferecer condições de avaliar os serviços oferecidos pela rede pública de saúde, como a oferta de exames e o tratamento indicado.

O ministério explicou, por meio de nota, que, “embora os procedimentos de diagnóstico e tratamento do câncer epitelial de ovário já sejam oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde espera que a padronização melhore o atendimento às pacientes, estimule boas práticas nos serviços de saúde e permita, no futuro, a avaliação dos centros de oncologia que prestam serviço”.

Atualmente, o Brasil conta com 270 centros oncológicos capazes de diagnosticar e tratar esse tipo de câncer, considerado o mais letal entre as neoplasias (proliferação anormal de células) que atingem o aparelho reprodutor feminino.

Fonte: Agência Brasil

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari