RJ: Tarja vermelha ainda é vendido sem receita

A norma se aplica a remédios como anticoncepcionais e anti-hipertensivos

Drogarias do Rio não estão respeitando deliberação do Conselho Regional de Farmácia e vendem remédios tarja vermelha sem receita. A resolução, publicada há pouco mais de uma semana, orienta a exibição de cartaz com a antiga -e esquecida- regra de venda. O farmacêutico também deve avaliar se a dose está adequada. A norma se aplica a remédios como anticoncepcionais e anti-hipertensivos.

Em 15 farmácias das zonas norte e sul do Rio, só uma apresentava o cartaz, mas a prescrição não foi solicitada. Funcionários das demais não pediram a receita mesmo estranhando a dosagem do remédio para hipertensão.

Segundo Paulo Orazy Azeredo, presidente do conselho, a fiscalização vai começar em outubro.
``O conselho pode punir o farmacêutico instaurando um processo ético``.
Estão previstas penas de advertência, multa, suspensão e até cassação do registro.

Fonte: Folha de S.Paulo

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari