São Luiz muda plano após 50 anos e revolta pacientes

Medida vem depois da venda da rede, em 2010; operadora afirma que alteração tem respaldo na legislação

O aposentado Vicentino Cassiano, 90, foi surpreendido no mês passado ao receber uma carta em casa informando que, a partir do próximo domingo, não poderá mais utilizar o hospital que o atendeu quase a vida inteira.

Ele é beneficiário do plano do São Luiz, um dos hospitais mais bem conceituados de São Paulo. Contratado há 50 anos, o plano dava direito de atendimento só na unidade do Itaim (zona oeste) -a única que o São Luiz tinha na época da contratação.

Com a expansão da rede, os usuários do plano passaram a contar ainda com as unidades Morumbi (aberta em 2000) e Anália Franco (em 2008). Mas, a partir do dia 15, eles não poderão mais utilizar a unidade Itaim do plano, que foi substituída pelo hospital Nossa Senhora de Lourdes (no Jabaquara, zona sul) -distante 10 km do Itaim.

A mudança vem após a venda da rede São Luiz para a rede D`Or, em 2010, e da alteração do nome do plano para Advance Planos de Saúde. ``É absurdo. Fiz a sociedade com o São Luiz do Itaim e agora eles mudam assim, de repente``, afirma Cassiano.

É a mesma opinião da professora Izilda das Neves, 57. A tia-avó dela, Alexandrina, 82, que tem Alzheimer, também será afetada pela mudança. ``Não é nada difícil que eles comecem a substituir tudo por hospitais piores``, diz Izilda, que já tentou uma explicação do plano para a mudança, mas não teve sucesso.

AFETADOS

O hospital não quis informar quantas pessoas serão afetadas, mas diz que está respaldado pela legislação. A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) afirma que os planos têm liberdade para substituir hospitais por outro de igual porte.

Por esse entendimento, o Procon-SP diz que a mudança do São Luiz é regular. Mas ressalta que os usuários que estão em tratamento na unidade Itaim têm o direito de concluí-lo no próprio local.
Para a advogada Estela Alcântara Tolezani, do escritório Vilhena Silva, especializado em saúde, houve ``ofensa ao próprio contrato firmado``.

``Quando o contrato foi firmado, só havia a unidade Itaim. As pessoas fizeram o plano por causa desse hospital. Não é como Amil, SulAmérica, que têm vários hospitais e podem fazer a substituição.``

OUTRO LADO
Alteração está de acordo com a lei, diz operadora

A Advance Planos de Saúde, por meio da assessoria de imprensa do Hospital e Maternidade São Luiz, afirmou que a mudança está dentro da legislação vigente. ``A revisão da rede conveniada é uma constante nas operadoras de saúde, em razão da necessidade de adequarem-se às condições mercadológicas e à manutenção do nível de atendimento contratado com os associados``, disse a operadora, em nota.

Segundo a Advance, a substituição ``mantém a equivalência e segue rigorosamente os pré-requisitos legais e regulatórios``. A nota afirmou ainda que o Hospital Nossa Senhora de Lourdes em breve se chamará São Luiz - Jabaquara.

``O hospital é fruto de novos investimentos e modernização e está subordinado ao mesmo grupo de profissionais que dirige a unidade Itaim, Anália Franco e Morumbi, seguindo o reconhecido padrão de excelência dos Hospitais São Luiz``, ressaltou o texto.

Todas as mudanças são uma consequência da venda, em 2010, do São Luiz para a a Rede D`Or, que tem 17 hospitais próprios no país.


Fonte: Folha de S.Paulo / TALITA BEDINELLI

<<Voltar para Notícias




Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari