São Paulo lança atestado médico digital para evitar fraudes


A Associação Paulista de Medicina (APM) irá lançar uma versão digital dos atestados médicos na próxima segunda-feira (2). Além de permitir a redução do consumo de recursos materiais, especialmente de papel, os "e-atestados" devem auxiliar no combate às fraudes no sistema de saúde.

Segundo a APM, o atestado digital é pioneiro no mercado brasileiro e traz os seguintes benefícios: diminui o risco de médicos serem vítimas de fraudadores; assegura que os atestados sejam realmente emitidos por médicos e contenham informações verídicas; e ajuda, de forma ágil, a evitar que as doenças e afastamentos de empregados sejam contestados ou considerados duvidosos.

“É nosso dever social ajudar no combate esse tipo de fraude”, afirma Florisval Meinão, presidente da Associação Paulista de Medicina. “Já estamos fechando parcerias com uma série de grandes empresas para a utilização de versão digital, que é, sem dúvida, uma defesa para médicos, pacientes e empresas.”

Para emitir um atestado digital, os médicos precisam do "e-CPF". A partir deste documento, cada e-atestado gera um número extenso, chamado de Hash. Esta combinação de números é única para cada documento e assegura a veracidade das informações contidas. Depois de emitidos, os atestados digitais podem ser consultados no próprio site da APM, para confirmar sua veracidade e informações. Ainda será possível imprimi-los para anexar em fichas médicas e trabalhistas. Dessa forma, a empresa pode checar se as informações do atestado são verdadeiras.
O atestado médico e o de saúde ocupacional, ambos produtos digitais da APM, poderão ser adquiridos tanto por médicos que atuam como pessoa física quanto por clínicas, hospitais e empresas.

Fraudes
Hoje, segundo a APM, entre as infrações mais comuns nos sistemas de saúde de todo o mundo estão a falsificação de recibos de consultas, exames e cirurgias e o superfaturamento de procedimentos hospitalares, sendo as falsificações de atestados médicos muito comuns no Brasil. Frequentemente, há detenções em diversas cidades por conta de atestados médicos falsificados.
De acordo com estimativas da Associação Brasileira das Empresas de Medicina de Grupo (Abramge), cerca de 20% das despesas de atendimento são representadas por fraudes.

Fonte: site da Uol 

<<Voltar para Notícias



Receba as nossas novidades em seu e-mail.
Nome:

Data de Nascimento:

Email:




Esclarecimento de quaisquer dúvidas, no prazo de 48 atendimento jurídico virtual(quarenta e oito) horas nas áreas trabalhista (preventiva e contenciosa) e da saúde, através de atendimento virtual.

MAIS

Avenida Paulista, 2.202 – conj. 31 - Cerqueira Cesar – São Paulo - CEP 01310-932
Telefone: (11) 4063-0693 - E-mail: mnmakino.direitomedico@gmail.com
Website desenvolvido por: Andréa Mari